AAKER, David. On branding: 20 princípios que decidem o sucesso das marcas. Porto Alegre: Bookman, 2015.

ABNT. NBR ISO 26000. Diretrizes sobre responsabilidade social. 1a ed. 2010. Disponível em http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/arquivos/[field_generico_imagens-filefield-description]_65.pdf. Acesso em 24 de agosto de 2016.

ALMEIDA, Fernando. Os desafios da sustentabilidade: uma ruptura urgente. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

ALVES, Ricardo Ribeiro e JACOVINE, Laércio Antônio Gonçalves. Marketing verde: estratégias para o desenvolvimento da qualidade ambiental nos produtos. Jundiaí: Paco Editorial, 2014.

ARONS, Marc de, DRIEST, Frank van den e WEED, Keith. A mais moderna máquina de marketing. Harvard Business Review Brasil. Volume 97, número 07, p. 26-35 , julho de 2014.

BARBIERI, José Carlos e CAJAZEIRA, Jorge E. R. Responsabilidade social, empresarial e empresa sustentável: da teoria à prática. São Paulo: Saraiva, 2012.

BARBOSA, Lívia e CAMPBELL, Colin. Cultura, consumo e identidade. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

BARNEY, Jay B, e HESTERLY, William S. Administração estratégia e vantagem competitiva. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

BARRETT, Richard. A organização dirigida por valores: liberando o potencial humano para a performance e a lucratividade. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

BAUMAN, Zygmunt. Ensaios sobre o conceito de cultura. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2012.

BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2008.

BELZ, Frank-Martin e PEATTIE, Ken. Sustainability marketing: a global perspective. West Sussex: Wiley, 2013.

BM&FBOVESPA. Índice de sustentabilidade empresarial – ISE. 2016. Disponível em http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/indices/indices-de-sustentabilidade/indice-de-sustentabilidade-empresarial-ise.htm. Acesso em 22 de outubro de 2016.

BM&FBOVESPA. Sustentabilidade nas empresas: como começar, quem envolver e o que priorizar. 2011. Disponível em http://vemprabolsa.com.br/wp-content/uploads/2015/10/BookSustentabilidade_PT.pdf. Acesso em 22 de outubro de 2016.

BRAUNGART, Michael e McDONOUGH, William. Cradle to cradle: criar e reciclar ilimitadamente. São Paulo: Editora G. Gili, 2013.

BRANCO, Paulo D. Chegou a hora de revisitar o triple bottom line. Página 22, 12/04/2012. Disponível em: http://pagina22.com.br/index.php/2012/04/chegou-a-hora-de-revisitar-o-triple-bottom-line/. Acesso em 22 de outubro de 2016.

BSF (Bibliotecários sem Fronteiras) Miopia em Marketing. Disponível em https://bsf.org.br/wp-content/uploads/2015/08/levit_1960_miopia-em-marketing.pdf. Acesso em 10 de setembro de 2016.

CHURCHILL, Gilbert A. e Peter, Paul. Marketing: criando valor para os clientes. São Paulo: Saraiva, 2012.

COHEN, William A. Marketing segundo Peter Drucker: lições estratégicas que revolucionaram os conhecimentos de marketing. São Paulo: M.Books do Brasil, 2014.

Criação de valor compartilhado. Disponível (para assinantes) em http://hbrbr.com.br/criacao-de-valor-compartilhado/. Acesso em 3 de outubro de 2016.

CUNDIFF, Edward William, STILL, Richard R. e GOVONI, Norman A. P. Marketing básico: fundamentos. São Paulo: Atlas, 1981.

DAHLSTRON, Robert. Gerenciamento de marketing verde. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

DASGUPTA, Partha. Economia. São Paulo: Ática, 2008.

DAVIS, Melinda. A nova cultura do desejo. Rio de Janeiro: Record, 2003.

DIAS, Reinaldo. Marketing Ambiental: ética, responsabilidade social e competitividade nos negócios. São Paulo: Atlas, 2014.

DRUCKER, Peter Ferdinand. A administração na próxima sociedade. São Paulo: Nobel, 2002.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Drucker: o homem que inventou a administração. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Prática da administração de empresas. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Sociedade pós capitalista. São Paulo: Pioneira ; São Paulo: Publifolha, 1999.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Uma era de descontinuidade. São Paulo: Zahar Editores (licença editorial para o Círculo do Livro).

ELKINGTON, John. Sustentabilidade, canibais com garfo e faca. São Paulo: M. Books do Brasil, 2012.

EISLER, Riane. A verdadeira riqueza das nações: criando uma economia solidária. São Paulo: Cultrix, 2008.

Estratégia ODS. As empresas frente aos objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS). Disponível em http://www.estrategiaods.org.br/wp-content/uploads/2016/08/Position-Paper-ODS-n3-1-1.pdf. Acesso em 7 de setembro de 2016.

FAJARDO, Elias. Consumo consciente, comércio justo: conhecimento e cidadania como fatores econômicos. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2010.

FIALHO, Francisco Antônio Pereira, MONTIBELLER Filho, Gilberto, MACEDO, Marcelo e MITIDIERI, Tibério da Costa. Gestão da sustentabilidade na era do conhecimento. Florianópolis: Visual Books, 2008.

Folha on line. 3 de novembro de 2011. Bush visita Nova York e pede para americanos gastarem mais. Disponível em http://www1.folha.uol.com.br/folha/reuters/ult112u6601.shtml. Acesso em 15 de setembro de 2016.

FRETEL, Alfonso Cotera e SIMONCELLI-BOURQUE, Eloise. O comércio justo e o consumo ético. Rio de Janeiro: DP&A: Fase, 2003.

GADE, Christiane. Psicologia do consumidor e da propaganda. São Paulo: EPU, 1998.

GANSKY, Lisa. Mesh: porque o futuro dos negócios é compartilhar. Rio de Janeiro: Alta Books Editora, 2011.

GUNDLACH, Gregory T. The American Marketing Association’s 2004 Definition of Marketing: Perspectives on Its Implications for Scholarship and the Role and Responsibility of Marketing in Society. Journal of Public Policy & Marketing. Vol. 26, No. 2, p. 243-250, Fall 2007. Disponível em http://www.unf.edu/~ggundlac/pdfs/pub_10.pdf. Acesso em 5 de setembro de 2016.

HART, Stuart L. O capitalismo na encruzilhada: as inúmeras oportunidades de negócios na solução dos problemas mais difíceis do mundo. Porto Alegre: Bookman, 2006.

HENDERSON, Hazel. Construindo um mundo onde todos ganhem: a vida depois da guerra da economia global. São Paulo: Cultrix, 2007.

HOLT, Douglas B. Como as marcas se tornam ícones. São Paulo: Cultrix, 2005.

JACKSON, Tin. Prosperidade sem crescimento: vida boa em um planeta finito. São Paulo: Planeta Sustentável; Editora Abril, 2013.

KIM, W. Chan e MAUBORGNE, Renée. A estratégia do oceano azul: como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

KORTEN, David C. A grande virada: do império global à comunidade da terra. São Paulo: Cultrix, 2010.

KOTLER, Philip. Administração de marketing: a edição do novo milênio. São Paulo: Prentice Hall, 2000.

KOTLER, Philip e ARMSTRONG, Gary. Princípios de marketing. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2015.

KOTLER, Philip. Marketing de A a Z: 80 conceitos que todo profissional precisa saber. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

KOTLER, Philip. Marketing: edição compacta. São Paulo: Atlas, 1980.

KOTLER, Philip e LEE, Nancy R. Marketing social: influenciando comportamentos para o bem. Porto Alegre: Bookman, 2011.

KOTLER, Philip, KARTAJAYA, Hermawan e SETIAWAN, Iwan. Marketing 3.0: as forças que estão definindo o novo marketing centrado no ser humano. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

KUEHN, Kurt e McLNTIRE, Lynnette. A sustentabilidade que um CFO pode adorar. Harvard Business Review Brasil. Volume 92, número 04, p. 48-56, abril de 2014.

LASZLO, Chris. Sustainable marketing: How the world’s leading companies are doing well by doing good. Sheffield: Greenleaf Publishing, 2008.

LATOUCHE, Serge. Pequeno tratado do decrescimento sereno. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009.

LAVILLE, Élisabeth. A empresa verde. São Paulo: Õte, 2009.

LINDISTROM, Martin. A lógica do consumo: verdades e mentiras sobre por que compramos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

LOVINS, L. Hunter e COHEN, Boyd. Capitalismo climático: liderança inovadora e lucrativa para um crescimento econômico sustentável. São Paulo: Cultrix, 2013.

LOWITT, Eric. Como sobreviver às mudanças climáticas e ainda administrar um negócio de sucesso. Harvard Business Review Brasil. Volume 92, número 04, p. 68-74, abril de 2014.

McCONNEL, Ben e HUBA, Jackie. Citizen marketers: clientes armados e organizados, ameaça ou oportunidade? São Paulo: M Books do Brasil, 2008.

MACKEY, John e SISODIA, Raj. Capitalismo consciente: como libertar o espírito heroico dos negócios. São Paulo: HSM Editora, 2013.

Mckinsey & Company. Article Mckinsey quartel, 2010. The new japanese consumer. Disponível em http://www.mckinsey.com/industries/consumer-packaged-goods/our-insights/the-new-japanese-consumer#Video. Acesso em 14 de setembro de 2016.

McGRATH, Rita Gunther. Vantagem transitória. Harvard Business Review Brasil. Volume 91, número 06, p. 38-47, julho de 2013.

MADIA de Souza, Francisco Alberto. O grande livro do marketing: os 12 Ps, Marketing de 12ª geração, os 5 Ws e os 5 Hs, MTM – a matriz de branding, marketing plan – passo a passo, branding plan – passo a passo. São Paulo: M. Books do Brasil, 2014.

MARTIN, Diane e SCHOUTEN, John. Sustainable marketing. New Jersey: Pearson, 2012.

MASLOW, A.H. Motivation and personality. New York: Harper and Row, 1970. Apud GADE, Christiane. Psicologia do consumidor e da propaganda. São Paulo: EPU, 1998.

MAX-NEEF, Manfred A. Desenvolvimento à escala humana: concepção, aplicação e reflexão posteriores. Blumenau: Edifurb, 2012.

MAZZALI, Rubens, SCHLEDER, Annibal e PEDREIRA, Eduardo Rosa. Gestão de negócios sustentáveis. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2013.

MINTZBERG, Henry, AHLSTRAND, Bruce e LAMPEL, Joseph. Safari de estratégia. Porto Alegre: Bookman, 2010.

MINTZBERG, Henry, LAMPEL, Joseph, QUINN, James Brian e GHOSHAL, Sumatra. O processo da estratégia: conceitos, contextos e casos selecionados. Porto Alegre: Bookman, 2006.

MIT Sloan Management Review
e The Boston Consulting Group (BCG). Research Report Investing for a Sustainable Future, 2016. Disponível em http://sloanreview.mit.edu/projects/investing-for-a-sustainable-future/. Acesso em 23 de agosto de 2016.

NIDOMULU, Ram, ELLISON, Jib, WHALEN, John e BILLMAN, Erin. É imperativo colaborar. Harvard Business Review Brasil. Volume 92, número 04, p. 58-67, abril de 2014.

OECD (The Organisation for Economic Co-operation and Development). How Was Life? Global Well-being since 1820. Published on 2014 Disponível em http://www.oecd.org/statistics/how-was-life-9789264214262-en.htm. Acesso em 23 de agosto de 2016.

OTTMAN, Jacquelyn A. As novas regras do marketing verde: Estratégias, ferramentas e inspiração para o branding sustentável. São Paulo: M. Books do Brasil Editora, 2012.

Oxfan. DOCUMENTO INFORMATIVO DA OXFAM 210. 2016. Disponível em http://www.oxfam.org.br/sites/default/files/arquivos/Informe%20Oxfam%20210%20-%20A%20Economia%20para%20o%20um%20por%20cento%20-%20Janeiro%202016%20-%20Relatório%20Completo.pdf. Acesso em 23 de agosto de 2016.

PAIVA, Tereza e PROENÇA, Reinaldo. Marketing Verde. São Paulo: Almeidinha, 2011.

PENTEADO, Hugo. Ecoeconomia: uma nova abordagem. São Paulo: Lazuli Editora, 2008.

PEPPERS, Don e ROGERS, Martha. Marketing um a um: marketing individualizado na era do cliente. Rio de Janeiro: Campus, 1996.

PEREZ, Francisco Conejero e COBRA, Marcos. Cultura organizacional e gestão estratégica: a cultura como recurso estratégico. São Paulo: Atlas, 2015.

PISANO, Gary P. Você precisa de uma estratégia de inovação. Harvard Business Review Brasil. Volume 94, número 02, 22-32 p , fevereiro de 2016.

PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). Relatório do Desenvolvimento Humano 2004. Disponível em http://www.undp.org/content/brazil/pt/home/library/relatorios-de-desenvolvimento-humano/relatorio-do-desenvolvimento-humano-20004.html. Acesso em 17 de outubro de 2016.

PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Disponível em http://www.pnud.org.br/Docs/Agenda2030completo_PtBR.pdf. Acesso em 30 de agosto de 2016.

PORTER, Michael E. e KRAMER, Mark R. Criação de valor compartilhado. Disponível em http://hbrbr.com.br/criacao-de-valor-compartilhado/. Acesso em 15 de agosto de 2016.

PRAHALAD, C. K. e RAMASWAMY, Venkat. O futuro da competição: como desenvolver diferenciais em parceria com os clientes. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

RAPP, Stan e COLLINS, Thomas. O novo maximarketing. São Paulo: Makron Books, 1996.

REIMAN, Joey. Propósito: por que ele engaja colaboradores, constrói marcas fortes e empresas poderosas. São Paulo: HSM Editora, 2013.

RIES, Al e TROUT, Jack. Marketing de guerra. São Paulo: M Books do Brasil, 2006.

RIFKIN, Jeremy. A era do acesso: a transição de mercados convencionais para networks e o nascimento de uma nova economia. São Paulo: Makron Books do Brasil Editora, 2001.

RIFKIN, Jeremy. A terceira revolução industrial: como o poder lateral está transformando a energia, a economia e o mundo. São Paulo: M. Books do Brasil Editora, 2012.

RIFKIN, Jeremy. Sociedade com custo marginal zero. São Paulo: M. Books do Brasil Editora, 2016.

ROBÈRT, Karl-Henrik. The Natural Step: A história de uma revolução silenciosa. São Paulo: Editora Pensamento Cultrix, 2003.

SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

SACHS, Ignacy. Desenvolvimento: includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

SALGADO, EDUARDO. Kotler por Kotler. Revista Exame. Edição 1070, p. 79-80, 2014.

SAMARA, Beatriz Santos e MORSCH, Marco Aurélio. Comportamento do consumidor: conceitos e casos. São Paulo: Prentice Hall, 2005.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SERRANO, Filipe. É hora de fazer chover dinheiro. Revista Exame. Edição 1121, p. 64-66, 2016.

SHIRKY, Clay. A cultura da participação: criatividade e generosidade no mundo conectado. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

SHIRKY, Clay. Lá vem todo mundo: o poder de organizar sem organizações. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

SISODIA, Raj, WOLFE, David B. e SHETH, Jag. Firms of edearment 2.0: empresas humanizadas – pessoas –propósito – performance. Instituto Capitalismo Consciente, 2015.

Stockholm Resilience Centre. SOS for business 2015. Disponível em http://www.stockholmresilience.org/download/18.6d8f5d4d14b32b2493577/1459560273797/SOS+for+Business+2015.pdf. Acesso em 19 de setembro de 2016.

SUKHDEV, Pavan. Corporação 2020: como transformar as empresas para o mundo de amanhã. São Paulo: Editora Abril, 2013.

TAPSCOTT, Don e WILLIANS, Anthony D. Macrowikinomics: reiniciando os negócios e o mundo. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

TAPSCOTT, Don e WILLIANS, Anthony D. Wikinomics: como a colaboração em massa pode mudar seu negócio. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007.

The Nielsen Company. The Sustainability Imperative, New Insights on Consumer Expectation, 2015. Disponível em http://www.nielsen.com/content/dam/corporate/us/en/reports-downloads/2015-reports/global-sustainability-report-oct-2015.pdf. Acesso em 25 de outubro de 2016.

TOFFLER, Alvin e TOFFLER, Heidi. A riqueza revolucionária: o significado da riqueza no futuro. São Paulo: Futura, 2007.

TOFFLER, Alvin. A terceira onda. Rio de Janeiro: Record, 2014.

TOFFLER, Alvin e TOFFLER, Heidi. O futuro do capitalismo: a economia do conhecimento e o significado da riqueza no futuro. São Paulo: Saraiva, 2012.

University of Colorado. The Social Responsibility of Business is to Increase its Profits. Disponível em http://www.colorado.edu/studentgroups/libertarians/issues/friedman-soc-resp-business.html. Acesso em 16 de setembro de 2016

United Nations Global Compact. Guide to corporate sustainability shaping a sustainable future. 2014. Disponível em https://www.unglobalcompact.org/library/1151. Acesso em 22 de outubro de 2016.

VEIGA, José Eli da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

WISTON, Andrew. Resiliência num mundo mais quente. Harvard Business Review Brasil. Volume 92, número 04, p. 38-47, abril de 2014.

Yale Law School
. The comedy of the commons: commerce, custom, and inherently public property. Disponível em http://digitalcommons.law.yale.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=2827&context=fss_papers. Acesso em 21 de setembro de 2016.

ZADEK, Simon. The Path to Corporate Responsibility. 2004. Disponível em https://hbr.org/2004/12/the-path-to-corporate-responsibility. Acesso em 22 de outubro de 2016.

ZENONE, Luís Claudio e DIAS, Reinaldo. Marketing sustentável: valor social, econômico e mercadológico. São Paulo: Atlas, 2015.

ZYLBERSZTAJN David e LINS, Clarissa. Sustentabilidade e geração de valor: a transformação para o século XXI. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

TANTERIOR